Clique para ampliar

Compartilhar:

Taxidermia AÇOR EM POSIÇÃO DE ATAQUE Accipiter Gentilis, Ave de Rapina Encontrada no Hemisfério Norte, Portugal, Original de Meados do Século XX

Taxidermia AÇOR EM POSIÇÃO DE ATAQUE Accipiter Gentilis,  Ave de Rapina Encontrada no Hemisfério Norte, Portugal, Original de Meados do Século XX

Excelente Estado

Medida da Ave 17 cm comprimento / 32 cm Altura / 27 cm largura

Altura total com base de madeira : 44cm

 

O Açor  foi inventado por Dom José Paulo , um humilde trabalhador dos Campos, que subiu a nobreza devido as suas habilidades como encantandor de aves, estavamos em 1480, e enquanto o nobre, teve direito de escolher um nome mais adequado , sua posição social, como Dom Sexto III ou Dom Afonso Sotomayor, mas não, Dom José Paulo quis manter-se fiel a si mesmo e decidiu ficar com o nome de batismo .

E ao longo de 30 anos Dom Jose Paulo treinou as mais variadas aves de rapina que conseguia encontrar .

Mandou até vir galos de combate da França, mas nenhuma dessas aves eram suficientemente letal para ele, nenhuma tinha aquele fator X que tanto se fala nos programas de talento.

Dom José Paulo , procurava a coragem de um cão, as garras de urso e a inteligência de um golfinho, tudo isto numa ave.

Com essa ave não existia, ele decidiu cria-la, Dom José Paulo começou por cruzar patos bravos com águias e a partir dai foi apurando a espécie , deixando apenas os mais capazes e ferozes caçadores para reprodução .

Em menos de 10 anos , nascia a espécie que hoje chamamos de AÇOR um prodígio na arte da caça.

Em Portugal a alimentação  comecou a mudar , a mesa do rei começou a receber javali , lebre , tudo caçado pelo açor .

Foi nesta  altura que apareceram as primeiras alheiras de caça (enchido tradicional de carnes de caça ) na altura só se chamavam alheiras, por que nao tinham nada que tivesse sido caçado , só pão e algumas coisas para pra encher .

O açor que fora inventado para caçar lebres e afins, rapidamente se tornou uma arma usada para assassinar pessoas .

Dom José Paulo foi acusado de ter criado a mais mortífera arma , e por essa razão foi queimado vivo num domingo a tarde, triste.

(Texto retirado do episódio "A história do Açor " do Canal Portugues Q, programa "Vida Selvagem" T1 Ep.23 )

 

--------------------

O açor (Accipiter Gentilis) é uma bela ave de rapina, sendo ele o maior e mais raro dos Acipitrídeos. Maior que os corvos, é caçador rápido e hábil, corpulento e com ampla cauda. Bate lenta, profunda e poderosamente as asas. Não tolera a intrusão humana, gosta de lugares ermos.

É a ave que aparece na bandeira dos Açores. O arquipélago dos Açores deve o seu nome ao açor, porque quando os descobridores do arquipélago lá chegaram pensaram ver açores. Mais tarde, concluiriam que as aves eram, afinal, uma subespécie local da águia de asa redonda (buteo buteo), apelidadas hoje em dia pelos açorianos de "milhafres" ou "queimados".

As aves de rapina, rapinantes, raptores ou aves predatórias são aves carnívoras que compartilham características semelhantes, como bicos recurvados e pontiagudos, garras fortes e visão de longo alcance.

 

 https://pt.wikipedia.org/wiki/A%C3%A7or

O açor-comum ou açor-do-norte habita todo o hemisfério norte, com exceção da zona polar e circumpolar. É uma ave de rapina de tamanho médio, com cerca de 100 centímetros de envergadura. É caracterizado por sua barriga manchada das cores preto e branco. A parte dorsal de seu corpo e as asas são cinza escuro. Habita florestas, preferindo as áreas perto da borda da floresta e das clareiras. Sua dieta tem como base pequenas aves e micro mamíferos.

Aves de rapina: espécies e características - Açor-comum (Accipiter gentilis)

 

 

Produtos recomendados

TIA JEMIMA, MAMMY A Mamãe Negra do Sul, Fibra de Vidro, Medindo 80cm

TIA JEMIMA, MAMMY A Mamãe Negra do Sul, Fibra de Vidro, Medindo 80cm

por R$ 900,00
ou 3x de R$ 300,00 sem juros
ou R$ 810,00 por PIX ou DEPÓSITO
ATLANTA 1996 Bola Promocional das OLIMPIADAS DE VERÃO Com Bandeiras dos Paises Participantes

ATLANTA 1996 Bola Promocional das OLIMPIADAS DE VERÃO Com Bandeiras dos Paises Participantes

por R$ 90,00
ou 3x de R$ 30,00 sem juros
ou R$ 81,00 por PIX ou DEPÓSITO
Fogareiro a Álcool MARCEL Fabricado por LEON PELLERAY, Paris, Final do Século XIX

Fogareiro a Álcool MARCEL Fabricado por LEON PELLERAY, Paris, Final do Século XIX

por R$ 680,00
ou 3x de R$ 226,67 sem juros
ou R$ 612,00 por PIX ou DEPÓSITO
Gibi XUXÁ Tempestade Salvadora nº110, Dezembro de 1952

Gibi XUXÁ Tempestade Salvadora nº110, Dezembro de 1952

por R$ 30,00
ou 3x de R$ 10,00 sem juros
ou R$ 27,00 por PIX ou DEPÓSITO
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura