Clique para ampliar

Compartilhar:

COPA DO MUNDO DE 1990 Diversos Cadernos Esportivos ORIGINAIS de JORNAIS VARIADOS Encadernados Publicados em 1990

COPA DO MUNDO DE 1990 Diversos Cadernos Esportivos ORIGINAIS de JORNAIS VARIADOS Encadernados Publicados em 1990

Formato monumental, 39cm x 58cm

Periódicos O GLOBO, JORNAL DOS ESPORTES E JORNAL DO BRASIL 

Capa Dura 

Em torno de 200 Páginas 

 

A Copa do Mundo de 1990 ocorreu na Itália e entrou para a história como uma Copa de equipes defensivas, que jogavam apenas para alcançar o resultado , a média de gols foi de apenas 2,21, registrou um recorde negativo que perdura até hoje.

Grandes estrelas do futebol mundial desfilaram pelos gramados italianos, como Gary Lineker, Paul Gascoigne, David Platt e Ian Wright da Inglaterra, Ronald Koeman, Frank Rijkaard, Marco Van Basten e Ruud Gullit da Holanda e Bodo Illgner, Andreas Brehme, Lothar Matthäus, Rudi Völler e Jürgen Klinsmann da Alemanha, Diego Maradona da Argentina, dentre outros.

Alemanha e Argentina chegaram à decisão. Foi um jogo parelho, sem grande brilho técnico - em uma espécie de resumo do que foi o Mundial. O ponto de desequilíbrio acabou sendo o pênalti de Sensini em Völler, em lance duvidoso. O normal seria Matthäus cobrar, mas o capitão tinha um corte no pé. Brehme assumiu a responsabilidade de encarar o goleiro Goycochea, notável pegador de pênaltis. Bateu forte, no canto do adversário, e tornou a Alemanha tricampeã mundial.

BRASIL NA COPA : 

O Brasil na Copa do Mundo de 1990 a seleção foi representada por: Taffarel (goleiro), Jorginho (lateral), Mozer (zagueiro), Ricardo Gomes (zagueiro), Branco (lateral), Mauro Galvão (libero), Dunga (meio-campo), Alemão (meio-campo), Valdo (meio-campo), Müller (atacante) e Careca (atacante). Os reservas eram: Acácio (goleiro), Zé Carlos (goleiro), Aldair (zagueiro), Ricardo Rocha (zagueiro), Mazinho (lateral), Bismarck (meio-campo), Silas (meio-campo), Tita (meio-campo), Renato (atacante), Romário (atacante) e Bebeto (atacante). Técnico: Sebastião Lazaroni.

A Seleção teve um desempenho inesperado. Treinada por Sebastião Lazaroni a Seleção Brasileira utilizou pela primeira vez em sua história o esquema 3-5-2. Apesar de ter se classificado em primeiro lugar em seu grupo, as apresentações da equipe não foram boas. O confronto contra a Argentina pelas oitavas de final foi a melhor atuação do time na Copa do Mundo de 1990, porém não foi possível evitar a eliminação. Esta partida ganharia destaque anos mais tarde, após Maradona dar uma entrevista a uma TV argentina mencionando que eles deram uma "água batizada" ao Branco no final do primeiro tempo, que fez com que ele tivesse sua performance reduzida.

Produtos recomendados

Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura