Clique para ampliar

Compartilhar:

Fotografia com Dedicatória e Autógrafo do Cantor FRANCISCO ALVES O Rei da Voz

Fotografia com Dedicatória e Autógrafo do Cantor  FRANCISCO ALVES O Rei da Voz

Formato 18cm x 13cm

 

Francisco de Morais Alves, (Rio de Janeiro, 19 de agosto de 1898 — Pindamonhangaba, 27 de setembro de 1952), foi um dos mais populares cantores do Brasil, e considerado por muitos o maior do país.

A qualidade de seu trabalho lhe rendeu em 1933, pelo radialista César Ladeira, a alcunha de "Rei da Voz". Além de ter tido uma importante  participação na  construção de vários gêneros populares da música , além de ter tipo a incrivel marca de mais de 500 discos gravados ,foi responsável pela primeira gravação de Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, com arranjo antológico de Radames Gnatalli .Fez 983 gravações (Entre músicas e fimes )  sendo  o cantor que mais gravou no Brasil e também foi um bom compositor .

Criou mais de 130 músicas. Foi um dos mais carismáticos cantores de todos os tempos e emocionava todos que o viam cantar, até mesmo seus músicos. Entre seus sucessos foram destaques musicais O pé de anjo (1919), Malandrinha (1926), A voz do violão (1928), Se você jurar (1930)

Morreu carbonizado em 1952 ,no alto do sucesso, vitimado por um acidente na Estrada Rio-São Paulo, na rodovia Dutra, quando voltava de uma viagem à capital paulista, No dia 29 de setembro o cortejo seguiu rumo ao Cemitério de São João Batista, seguido por multidão cujo número não pode ser aferido.

No registro do cronista do jornal O Dia: “Era impossível ter-se uma ideia exata do número de pessoas que formavam aquela fabulosa onda humana, que provocou colapso no trânsito, acompanhando os funerais de Francisco Alves. Cem, duzentas mil pessoas? Quem sabe ao certo, se a vista do repórter se perdia ao longo de ruas e avenidas da zona sul? Foi um espetáculo comovente, o coroamento das manifestações de dor popular pela morte trágica do Rei da Voz. Durante as últimas 48 horas, a cidade se transformou de tal modo, ligando-se ao destino de um artista por vinculo do mais profundo sentimentalismo, que até parecia não ter morrido apenas um seresteiro de alta classe, mas um mistico de poderosa influência sobre multidão deslumbrada". Três anos após seu falecimento, foi homenageado  com o filme" Chico Viola não morreu", com Cyl Farney no papel do cantor.

 

 

 

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_Alves#Filmografia

https://brasilescola.uol.com.br/biografia/francisco-de-morais-alves.htm

Produtos recomendados

Livro QUADRAS  Raphael de Cunto   Com dedicatória do Autor à BIBI FERREIRA

Livro QUADRAS Raphael de Cunto Com dedicatória do Autor à BIBI FERREIRA

por R$ 100,00
ou 3x de R$ 33,33 sem juros
ou R$ 90,00 por depósito bancário
Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura