Clique para ampliar

Compartilhar:

Chancela de Mesa CORREIO BRAZIL Original do Início Século XX

Chancela de Mesa  CORREIO BRAZIL Início Século XIX 

Ferro Fundido

Medindo : 15 x6 cm

O primeiro registro de práticas do envio de correpondencia no Brasil foi a carta enviada por Pedro Vaz de Caminha ao Rei de Portugal, relatando sobre a descoberta do país. Mas apenas em 1663, que de fato iniciaram-se as primeiras atividades postais do Brasil com a criação do Correio-Mor.

Em fins do século XVIII com o pouco sucesso do Correio-mor ele foi extinto e o sistema postal passou a ser gerido diretamente pela Coroa portuguesa. Isso implicou em uma série de mudanças no território da América portuguesa.

No século XIX, especialmente após a Independência em 1822, os correios começam a ser pensados pelos novos estruturadores do Estado brasileiro como elo importante de conexão da nação, que ainda estava em vias de formação.

Assim, foram criadas novas Administrações, novas rotas e giros e, aos poucos, foi-se instituindo o peso da instituição como a mais preparada para o envio de todas as cartas, documentos escritos e seu logotipo que deixou de ser da Coroa portuguesa para representar Correio da Republica Federativa do Brasil.

Chancelas são equipamento para marcação em relevo, também conhecidos por Relevo Seco, Marca D'água ou Chancela.
Muito utilizado no começo do século XIX pelo Correio para validação, identificação ou personalização de documentos, papel carta, timbre, etc, dificultando ou evitando falsificações.

CRIANÇAS ENVIADAS PELO CORREIO 

Enviar bebês e crianças pelo correio como uma encomenda aos avós ou outros parentes era muito mais barato para os país do que pagar uma viagem de trem. Não tardou muito e algumas histórias começaram a pipocar nos jornais da época, com crianças com endereços do remetente e destinatário costurados na roupa.

Um casal de Ohio, chamado Jesse e Mathilda Beagle, que enviou o filho de 8 meses de idade para a avó, que vivia a apenas alguns quilômetros de distância, em Batavia. A entrega do bebê custou apenas 15 centavos em selos aos seus pais, que também fizeram um seguro de US$ 50 pela encomenda. A história ganhou os jornais e não seria a única.

Finalmente, em 14 de junho de 1913, vários jornais, incluindo o Washington Post, o New York Times e o Los Angeles Times publicaram em suas páginas que crianças não poderiam mais ser enviadas pelo correio.

 

 http://blog.correios.com.br/filatelia/?p=41982

http://portaldoscarimbos.com.br/portal/Chancela.61.html#.YGNzbdJKgy4

 

Produtos recomendados

Gramophone Portátil NIRONA, Fabricado Pela NIER & EHMER Alemanha, Anos 1920

Gramophone Portátil NIRONA, Fabricado Pela NIER & EHMER Alemanha, Anos 1920

por R$ 2.900,00
ou 3x de R$ 966,67 sem juros
ou R$ 2.610,00 por depósito bancário
Câmera Kodak Instamatic 11 Brasil Ano 1969

Câmera Kodak Instamatic 11 Brasil Ano 1969

por R$ 50,00
ou 3x de R$ 16,67 sem juros
ou R$ 45,00 por depósito bancário
Balança de Precisão ASCA Farmácia e Laboratórios, Meados do Século XX

Balança de Precisão ASCA Farmácia e Laboratórios, Meados do Século XX

por R$ 600,00
ou 3x de R$ 200,00 sem juros
ou R$ 540,00 por depósito bancário
Câmera Kodak Instamatic 177X Alemanha Ano 1976

Câmera Kodak Instamatic 177X Alemanha Ano 1976

por R$ 80,00
ou 3x de R$ 26,67 sem juros
ou R$ 72,00 por depósito bancário
Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura