Clique para ampliar

Compartilhar:

CAMISAS NEGRAS Carteira de Sócio do C.R. VASCO DA GAMA Assinada Por ANTÔNIO DA SILVA CAMPOS Presidente do Clube nos PRIMEIROS e HISTÓRICOS Títulos Carioca de 1922 e 1923

CAMISAS NEGRAS Carteira de Sócio do C.R. VASCO DA GAMA Assinada Por ANTÔNIO DA SILVA CAMPOS

Presidente do Clube nos PRIMEIROS e HISTÓRICOS Títulos Carioca de 1922 e 1923

 

Carteira n°2021 do Sr. Henrique Vieira da Costa, datada de 28 de fevereiro de 1922

 

O futebol do Vasco foi institucionalizado em 26 de novembro de 1915. A partir disso, o Clube passou a organizar a “secção” deste esporte e preparar-se para a disputa no ano seguinte da 3ª Divisão da Liga Metropolitana. O começo do futebol do Vasco teve inúmeros percalços, de ordem econômica, estrutural e de pressão política interna, na voz daqueles que não concordavam com a sua inserção na entidade. Entretanto, por intermédio de homens, como Raul da Silva Campos, Antonio da Silva Campos e Antonio de Almeida Pinho, o futebol do Vasco alinhou-se com o objetivo de elevar o Clube ao patamar daqueles que brigavam pelo maior título do futebol carioca.

Em 1922, Vasco estréia no campeonato Carioca da Séria B da Liga Metropolitana Sagrando-se Campeão e conquistou o direito de disputar a  à Série A no ano seguinte.

Em 1923 a disputa do Campeonato Carioca ocorreu entre 15 de abril e 26 de agosto, o torneio foi vencido pelo Vasco da Gama, sendo o primeiro título de um clube de fora da Zona Sul ou Tijuca. A explicação desse rápido sucesso estava nos negros, mulatos e brancos, pobres e bons de bola, que o Vasco havia recrutado nos campos de subúrbio, o primeiro de uma equipe composta por jogadores negros, mulatos e operários, o que causou enorme repercussão à época, já que o futebol era um esporte praticado sobretudo por brancos.

A equipe do Vasco da Gama era conhecido com Os Camisas Negras, devido à cor de seu uniforme.

Na campanha vitóriosa dos camisas negras, o 8 de julho de 1923 viria a se tornar uma data histórica. Nesse dia, o Vasco entrou no campo de Laranjeiras para enfrentar o Flamengo, na terceira rodada do returno. Derrotados anteriormente pelos vascaínos, Fluminense, Botafogo e América uniram suas torcidas à flamenguista. Todos contra um, era a hora da revanche.

Flamengo vencia por 3 a 2, quando nos minutos finais o ponta-direita Paschoal marcou o que seria o gol de empate. Mas o juiz Carlito Rocha, que mais tarde seria presidente do Botafogo, anulou o gol, que para muitos foi legítimo. A derrota não impediu que o Vasco levasse a taça de campeão, com vitória de 3 a 2 sobre o São Cristóvão, depois de estar perdendo por dois gols. O medo de que os camisas negras repetissem a façanha no ano seguinte levou os grandes clubes a abandonar a Liga Metropolitana, em 1924.

Fluminense, Botafogo e Flamengo, com apoio do Bangu e do São Cristóvão, criaram a Associação Metropolitana de Esportes Atléticos (AMEA). Os estatutos da entidade continham cláusulas absurdas, nas quais ficava evidente a falsa nobreza do alegado espírito amador. O impedimento à inscrição de jogadores sem profissão definida e analfabetos tinha como alvo a vitoriosa equipe do Vasco, que reunia negros e pobres. Assim como o veto ao ingresso na AMEA de clubes que não tivessem estádios.

O título do Vasco foi, também, o primeiro de uma equipe composta por jogadores negros, mulatos e operários, o que causou enorme repercussão à época, já que o futebol era um esporte praticado sobretudo pela aristocracia inglesa.

Considera-se que o campeonato vencido pelo Vasco em 1923 foi um marco na vitória sobre o racismo no futebol brasileiro.

 

 

https://vasco.com.br/conteudo/1923-os-camisas-negras/

Produtos recomendados

Placa Esmaltada, Rua SÃO PAULO Patrocinada Por O Pelicano , Original de Meados do Século XX

Placa Esmaltada, Rua SÃO PAULO Patrocinada Por O Pelicano , Original de Meados do Século XX

por R$ 180,00
ou 3x de R$ 60,00 sem juros
ou R$ 162,00 por depósito bancário
Revista Espanhola EL TEATRO (1900-1905) Treze Edições Encadernadas de Janeiro a Dezembro de 1902

Revista Espanhola EL TEATRO (1900-1905) Treze Edições Encadernadas de Janeiro a Dezembro de 1902

por R$ 1.000,00
ou 3x de R$ 333,33 sem juros
ou R$ 900,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura