Clique para ampliar

Compartilhar:

Latas dos Cigarros MARCOVITCH, SCISSORS, CAPSTAN e CARLTON´S, Londres, Originais de Meados do Século XX

Latas dos Cigarros MARCOVITCH, SCISSORS, CAPSTAN e CARLTON´S, Londres, Meados do Século XX

 

Lata de Cigarro MARCOVITCH Black & White Londres, Altura 78mm, Diâmetro 65 mm

Lata de Cigarro SCISSORS W.D. & H.O. WILLS Bristol & Londres, Altura 78mm, Diâmetro 65 mm

Lata de Cigarro CAPSTAN W.D. & H.O. WILLS Bristol & Londres, Altura 78mm, Diâmetro 65mm

Lata de Cigarro CARLTON´S Straight Virginia, James Carlton Ltd. Londres, Produzida na India, Altura 78mm, Diâmetro 65mm

 

 Todos com rótulos de papel, apresentam desgaste e pontos de ferrugem, como mostrado nas fotos

 

De acordo com as pesquisas voltadas para o assunto, a descoberta do cigarro deve ser atribuída aos nativos que moravam no continente americano. Alguns indícios arqueológicos apontam que o consumo de cigarro já acontecia há mais de oito mil anos. Os astecas fumavam o tabaco enrolado em folhas de junco ou tubos de cana. Outros povos preferiam a velha, e ainda conhecida, casca do milho.

Em um vaso maia do século X, foram encontrados índicos arqueológicos com o desenho de um grupo de indígenas fumando um chumaço de folhas de tabaco enroladas a um tipo de barbante. Aproximadamente cinco séculos mais tarde, quando o navegador Cristóvão Colombo chegou à América, os europeus tomaram gosto pelos hábitos dos nativos encontrados na região das Bahamas. Na ocasião, o navegador Rodrigo de Xerxes experimentou o hábito indígena e, quando retornou à Europa, levou algumas folhas consigo.

Algumas décadas mais tarde, os europeus passaram a reinventar os modos de consumo do tabaco. Já no século XVI apareceram os primeiros charutos, que se restringiam a uma pequena parcela da população que tinha condições de pagar pela cara especiaria. Surpreendentemente, foi o próprio caráter excludente do charuto que abriu caminho para a criação do cigarro. Trabalhadores pobres de Sevilha picavam restos de charuto na rua e enrolavam em papel.

Criando esse “charuto alternativo” teríamos o estabelecimento dos primeiros cigarros de toda a História. Apesar da criatividade empregada e a funcionalidade do novo produto, passaram vários séculos para que o consumo de cigarro se tornasse bastante popular. Segundo algumas estimativas, no final do século XIX, o hábito de mascar tabaco era bem mais popular que o consumo do cigarro. Somente no final desse mesmo século, o cigarro foi popularizado quando James Bonsack criou a máquina de enrolar cigarros.

Durante a Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918), os soldados ganhavam carteiras de cigarro nas trincheiras de guerra. Atualmente, segundo algumas estimativas, cerca de um bilhão de pessoas fumam regularmente. A popularização do seu consumo acabou incitando vários problemas de saúde pública que hoje justificam a proibição por lei do uso do cigarro em lugares onde há grande circulação de pessoas.

 

 

https://www.historiadomundo.com.br/curiosidades/a-invecao-do-cigarro.htm#:~:text=De%20acordo%20com%20as%20pesquisas,junco%20ou%20tubos%20de%20cana.

Produtos recomendados

Lote de Latas de Ferro CERVEJAS de Vários Países

Lote de Latas de Ferro CERVEJAS de Vários Países

por R$ 100,00
ou 3x de R$ 33,33 sem juros
ou R$ 90,00 por PIX ou DEPÓSITO
COPA DE 1958 Flâmula Lembrança da JULES RIMET em Belo Horizonte Ano 1958

COPA DE 1958 Flâmula Lembrança da JULES RIMET em Belo Horizonte Ano 1958

por R$ 250,00
ou 3x de R$ 83,33 sem juros
ou R$ 225,00 por PIX ou DEPÓSITO
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura