Clique para ampliar

Compartilhar:

REVOLUÇÃO DE 1924 Panfleto A RETIRADA DE SÃO PAULO Por LAMBERTI SORRENTINO, Jornalista e Organizador do Batalhão Italiano ao Lado dos Rebeldes

REVOLUÇÃO DE 1924

Panfleto A RETIRADA DE SÃO PAULO Por LAMBERTI SORRENTINO

Jornalista e Organizador do Batalhão Italiano ao Lado dos Rebeldes Contra o Governo do presidente Artur Bernardes.

Traduzido do Jornal Argentino LA NACION de 03 de Dezembro de 1924, onde passou a escrever artigos nos quais narrava a Grande Aventura dos Pampas.

O batalhão italiano, que esteve ao lado dos rebeldes contra o governo, foi organizado por Lamberti Sorrentino, um dos principais líderes da comunidade e que era jornalista do Il Picolo, jornal publicado em italiano. Certamente, essa não era a única razão para aqueles bairros terem sido escolhidos para sofrer o castigo. O governo também tinha, ao que parece, a intenção de atemorizar os anarquistas, tidos, em princípio, como suspeitos de sublevação pelas autoridades da República Velha, entre eles o presidente Arthur Bernardes, que haviam observado o poder de organização de tais grupos, nas greves de 1917 e 1918 em São Paulo.

LAMBERTI SORRENTINO gostaria de emigrar para o Congo Belga , mas a partir de 1923 foi para o Brasil , para São Paulo , onde se envolveu na onda revolucionária, morando seis meses na floresta virgem . A revolução foi reprimida e Lamberti fugiu para a Argentina (hospedado pelo professor anarquista Emilio Zuccarini ) porque havia sido condenado à morte à revelia . 

LAMBERTI SORRENTINO

 

 


São Paulo Não Esquece: A Revolta De 5 de Julho de 1924

O dia 5 de julho, para os paulistanos, representa um momento histórico para a cidade. Embora muitos dos cidadãos não conheçam a Revolta Paulista ou Revolta Esquecida, o acontecimento foi importante para mostrar a insatisfação de uma das principais cidades do país com o presidente do país.

Para compreender o que levou São Paulo a se revoltar com o presidente Artur Bernardes é preciso entrar de cabeça no contexto que o país vivia na época. O Brasil vivia uma profunda crise econômica decorrente da queda das exportações motivada pela Primeira Guerra Mundial que, como é do conhecimento de todos, afetou a economia das principais potências do nosso planeta. Além disso, politicamente o país também estava em um momento conturbado.

Alguns estados não suportavam mais a manutenção do poder federal entre representantes de Minas Gerais e São Paulo e, mais do que isso, sentiam que o protecionismo e valorização do café estavam passando dos limites e que, dessa forma, começavam a prejudicar a economia de outras unidades da federação.

Com esse pensamento, grupos opositores dos Partidos Republicanos paulista e mineiro se uniram para formar a Reação Republicana que, também, teve a integração de grupos do Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco e do Rio de Janeiro. A maior bandeira dos “revoltosos” era que o país protegesse todos os produtos que eram produzidos aqui e não só o café, como acontecia há muito tempo.


Após todas as articulações possíveis, o Brasil chega às eleições de 1922 com dois fortes candidatos à presidência: Nilo Peçanha, apoiado pela Reação Republicana e Artur Bernardes, do Partido Republicano. O vencedor foi Bernardes e, a partir daí, começam os conflitos internos que abalariam parte do país. O começo do estranhamento surgiu quando alguns militares não queriam “autorizar” que Artur Bernardes subisse ao poder, mostrando claro descontentamento com a escolha do presidente.

O Primeiro Conflito Armado Acontece No Rio de Janeiro

Embora Artur Bernardes tenha conseguido assumir o poder, sua gestão não teve um começo nada fácil. Nem bem assume o poder, Bernardes tem que lidar com um violento conflito armado travado no Forte de Copacabana, em 5 de julho de 1922. Na ocasião, parte das Forças Armadas resolveu pegar em armas para demonstrar o imenso descontentamento com a posse do novo presidente.

Esse movimento de 1922 influenciou fortemente os rebeldes paulistanos durante todo o desenrolar da terrível Revolução Paulista de 1924. A influência foi tamanha que, os líderes da Revolta Paulista escolheram a mesma data para dar início ao movimento: 5 de julho de 1924.

https://it.wikipedia.org/wiki/Lamberti_Sorrentino

 

https://www.saopauloinfoco.com.br/revolta-esquecida-1924/#:~:text=Somente%20um%20homem%20p%C3%BAblico%20ficou,quinto%20prefeito%20da%20nossa%20cidade.&text=Assim%2C%20no%20dia%2028%20de,a%20se%20retirar%20da%20cidade.

 

Produtos recomendados

PINGUIM Original de DECORAÇÃO DE BAR Fabricado em Fibra de Vidro,   Medindo 68cm

PINGUIM Original de DECORAÇÃO DE BAR Fabricado em Fibra de Vidro, Medindo 68cm

por R$ 1.600,00
ou 3x de R$ 533,33 sem juros
ou R$ 1.440,00 por depósito bancário
Troféu Esportivo FUTEBOL Sem Gravação, Original de Meados do Anos XX

Troféu Esportivo FUTEBOL Sem Gravação, Original de Meados do Anos XX

por R$ 200,00
ou 3x de R$ 66,67 sem juros
ou R$ 180,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura