Clique para ampliar

Compartilhar:

Álbum de Memórias da MORTE DE DOM PEDRO II Com Dezenas de Reportagens dos Jornais da Época, 1891

Álbum de Memórias da MORTE DE DOM PEDRO II Com Dezenas de Reportagens dos Jornais da Época, 1891

O álbum também apresenta recortes sobre a morte de ALEXANDRE HERCULANO (1877)  Poeta, romancista, historiador e ensaísta português.

Periodo 1877 a 1891

 

 

 

 

DOM PEDRO II (Rio de Janeiro, 2 de dezembro de 1825 – Paris, 5 de dezembro de 1891), alcunhado o Magnânimo, foi o segundo e último monarca do Império do Brasil, tendo reinado o país durante um período de 58 anos. 

Últimos anos

Dom Pedro de Alcântara embarcou com a família para Portugal. Era 17 de novembro de 1889, dois dias após a Proclamação da República. Chegando a Lisboa no dia 7 de dezembro, seguiu para  Cidade do Porto, onde a imperatriz morreu no dia 28 do mesmo mês.

Pedro de Alcântara, com 66 anos, segue sozinho para Paris, onde fica hospedado no Hotel Bedford.

Certo dia realizou um longo passeio pelo rio Sena em carruagem aberta, apesar da temperatura extremamente baixa. Ao retornar para o hotel Bedford à noite, sentiu-se resfriado. A doença evoluiu nos dias seguintes até tornar-se uma pneumonia.O estado de saúde de Pedro II rapidamente piorou até a sua morte às 00:35 da manhã do dia 5 de dezembro de 1891.

Suas últimas palavras foram: "Deus que me conceda esses últimos desejos — paz e prosperidade para o Brasil." Enquanto preparavam seu corpo, um pacote lacrado foi encontrado no quarto com uma mensagem escrita pelo próprio imperador: "É terra de meu país; desejo que seja posta no meu caixão, se eu morrer fora de minha pátria".O pacote que continha terra de todas as províncias brasileiras foi colocada dentro do caixão.

 Seus restos mortais foram transladados para Lisboa, e colocados no convento de São Vicente de Fora, junto ao da esposa.

Quando revogada a lei do banimento em 1920, os restos mortais  dos imperadores foram trazidos para o Brasil e depositados na Catedral do Rio de Janeiro, em 1921. Em 1925, foram transferidos para Petrópolis.

 

 

ALEXANDRE HERCULANO Poeta, romancista, historiador e ensaísta português, Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo nasceu a 28 de março de 1810, em Lisboa, e morreu a 18 de setembro de 1877, em Santarém. A sua obra, em toda a extensão e diversidade, ostenta uma profunda coerência, obedecendo a um programa romântico-liberal que norteou não apenas o seu trabalho mas também a sua vida.

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_II_do_Brasil#%C3%9Altimos_anos

Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura