Clique para ampliar

Compartilhar:

Propaganda ESTABELECIMENTO MÉDICO Dr PIOUFFLE Casa de Reabilitação, França, Original de 1913

Propaganda ESTABELECIMENTO MÉDICO Dr PIOUFFLE

Casa de Reabilitação, França, Original de 1913

Destinada a Alcoólatras, Viciados em Morfina, Viciados em Ópio, Viciados em Cocaína e Eteromaníaco 

Medindo 37x29cm

O século 19 foi um período crucial de desenvolvimento do consumo de drogas, tanto em termos de potência quanto de pluralidade. Os vitorianos consumiram não apenas álcool e ópio, mas cannabis, coca, mescal e, com a invenção da agulha hipodérmica na década de 1840, morfina e heroína. O século 19 também viu as origens do controle de drogas e da medicalização da dependência dessas substâncias.

A maioria dos vitorianos era pobre e a vida era difícil: drogas e remédios eram vitais. As quiímicas estavam disponíveis gratuitamente,  a maioria dos vitorianos comprava seus remédios sem receita, Existia uma grande variedade de medicamentos disponíveis na época .

Arrancar Dente Com Cocaína Era Normal

O leitor pode perceber que a cocaína chegou no grande país tropical e simplesmente não havia restrições a sua importação, manipulação e venda. Era tudo liberado. Daí para começar o consumo no sentido alucinógeno foi um passo. Correto? Aparentemente não!
No início do século XX vemos as notícias antigas se referindo basicamente a cocaína como um produto ligado a área médica. Praticamente não se encontra uma utilização ilícita do seu uso. Se havia era algo privado, restrito a determinados ambientes (cabarés, prostíbulo, lupanares, etc.) que aparentemente não afetava o dia a dia da sociedade, não atrapalhava a vida das comunidades, principalmente nas maiores áreas urbanizadas do país.

Logo um outro tipo de profissional brasileiro passou a utilizar a cocaína; os dentistas. Voltando um pouco no tempo, sabemos que a cocaína foi o primeiro anestésico local introduzida por Karl Koller em 1884 e foi inicialmente utilizado em cirurgias oftalmológicas. Consta que neste mesmo ano um médico chamado R.J. Hall solicitou ao seu dentista que utiliza-se cocaína como um anestésico para tratá-lo. Na virada do século, por volta de 1903, a cocaína foi utilizado misturado com epinefrina, de modo a melhorar a sua eficácia clínica, consta que a droga era utilizada para amortecer as gengivas. Mas devido a várias mortes ligadas à combinação de cocaína e epinefrina, este foi descartado por volta de 1924. No entanto, a cocaína continuou a ser utilizada e considerada uma droga útil para anestesia tópica na região do ouvidos, nariz e garganta.

 

Gabinete de uma odontóloga no final do séc. XIX, em Paris - Fonte - www.sciencephoto.com
Gabinete de uma odontóloga no final do séc. XIX, em Paris
 
Morrer Com Cocaína Era Moda…
Mas observando os jornais antigos das décadas de 1900 e 1910, é claramente perceptível que havia sim o consumo de cocaína, mas aparentemente não no sentido do consumidor criar seu próprio “paraíso artificial”. Mas principalmente para se matar!

I0023959-03PX=000000PY=000000
 
Venda e Consumo da Cocaína no Rio de Janeiro
Em 4 de janeiro de 1913, jornalistas do periódico carioca “A Noite”, em um interessante trabalho investigativo que mostra os processos de consumo de cocaína na primeira metade da década de 1910, foi publicado que sem maiores problemas, sem exigirem uma receita médica, vários jornalistas compraram em meia hora 37 gramas de cocaína.
 

Ampliação e Declínio do Uso da Cocaína
Nesta História toda descobri que a repressão não era tanto pelo lado policial, mas era o pessoal da Saúde Pública quem fiscalizava os estabelecimentos farmacêuticos e a atuação dos funcionários destes locais. A polícia participava quando havia denúncia de venda e consequente morte de alguém, mas era difícil provar a participação deste pessoal neste tráfico. Quem comprava cocaína para se matar, se sobrevivesse, a vergonha era tanta que pouco interesse tinha em denunciar. Normalmente estes suicidas, como já foi dito aqui, eram das classes mais humildes da sociedade carioca e ninguém os escutava. Se morressem, enterravam e ficava por isso mesmo!

 

 

http://culturapauferrense.blogspot.com/2013/09/cocaina-ha-100-anos-uma-historia-atual.html

 

https://wellcomecollection.org/articles/W87wthIAACQizfap

 

Produtos recomendados

LP AUTOGRAFADO Pela Cantora ANGELA MARIA  O Grandes Sucessos Volume 2

LP AUTOGRAFADO Pela Cantora ANGELA MARIA O Grandes Sucessos Volume 2

por R$ 450,00
ou 3x de R$ 150,00 sem juros
ou R$ 405,00 por depósito bancário
Escultura Assinada por YVETTE ESSES em Bronze Polido, Medindo 22cm

Escultura Assinada por YVETTE ESSES em Bronze Polido, Medindo 22cm

por R$ 400,00
ou 3x de R$ 133,33 sem juros
ou R$ 360,00 por depósito bancário
Sanfona de Brinquedo HERING Tra Lá Lá

Sanfona de Brinquedo HERING Tra Lá Lá

por R$ 250,00
ou 3x de R$ 83,33 sem juros
ou R$ 225,00 por depósito bancário
Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura