Clique para ampliar

Compartilhar:

Manifesto POEMAS DO SÉCULO TENEBROSO Assinado por PLÍNIO SALGADO Fundador e Líder da AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA

Manifesto POEMAS DO SÉCULO TENEBROSO Assinado por PLÍNIO SALGADO Fundador e Idealizador da AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA 

POEMAS DO SÉCULO TENEBROSO Coletânea assinada pelo pseudônimo de Ezequiel. 

 

Plínio Salgado foi um escritor, jornalista, teólogo e político conservador brasileiro que fundou e liderou a Ação Integralista Brasileira, partido nacionalista católico de extrema-direita inspirado nos princípios do movimento fascista italiano. Sistematizou a teoria do Estado Integral, e criou os uniformes, símbolos, costumes, hábitos e rituais dos participantes do movimento integralista, e criou a Ação Integralista Brasileira em 7 de outubro de 1932, com lançamento do Manifesto de Outubro de 1932.

 

"A Livraria Clássica Brasileira S.A. editou em edição reduzida e de luxi, o livro de EZEQUIEL, o poeta da Século Tenebroso.

Considero êsse livro como uma das expressões mais exatas, mais fortes e veementes no espírito revolucionário do Integralismo , insurgindo-se  contra a Burguesia e contra o Comunismo Americano e o cinismo do Capitalismo Soviético ; contra os costumes decadentes da sociedade de hoje e a indiferença de homens e mulheres pelas tragédias de que nos avizinhamos.

É preciso que os poemas de EZEQUIEL  sejam difundidos , propagados e propalados. Leía-o. Mostre aos seus amigos .Será um serviço ao Brasil."

Plínio Salgado

 

No ano de 1961, Plínio Salgado lançou uma coletânea de poemas denominada: Poemas do século tenebroso. Essa obra foi divulgada sob o pseudônimo de Ezequiel, que em um dos livros do Antigo Testamento, é denominado como aquele que foi chamado para profetizar durante o cativeiro babilônico do povo judeu; lá fundou uma escola de profetas e em que ensinava a Lei. Segundo as escrituras sagradas, Ezequiel recebeu diversos sinais da ação de Deus, como a morte da esposa, da mesma forma que Plínio Salgado afirmava; pois, após a morte da primeira esposa, Maria Amélia, as ações políticas e espirituais passaram a ser desenvolvidas.

Ao escrever uma obra doutrinária, como fez dezenas de vezes, teve a preocupação de atingir um leitor específico, ou seja, o discurso de doutrinação sempre deveria existir, mas o documento: História da minha vida apresenta uma composição particular; pois, além de não ter tido a preocupação com a publicação, chegou à leitura de poucas pessoas, uma vez que, segundo própria anotação, não seria jamais publicada, já que o rascunho é uma espécie de diário de vida, sem ter a pretensão de atingir um leitor específico. A imagem de profeta, líder e doutrinador dos povos sempre esteve presente na identidade de Plínio Salgado. Isso demonstra, em um primeiro momento, que o discurso político analisado, não tem, como única pretensão, atingir aos “inseguros” brasileiros, ou seja, o autor acreditava ser o líder dos povos, mas essa liderança não teve um discurso homogêneo. (Livro "dos papéis de Plinio")

 

Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura