Clique para ampliar

Compartilhar:

JARDIM BOTÂNICO Relatório e Carta Manuscrita e Assinada pelo Naturista JOÃO BARBOSA RODRIGUES Então Diretor da Instituição, Rio de Janeiro, Ano 1893

JARDIM BOTÂNICO Relatório e Carta Manuscrita e Assinada pelo Naturista JOÃO BARBOSA RODRIGUES

Então Diretor da Instituição, Rio de Janeiro, 07 de Dezembro de 1893

 

Sobre Trabalhos no JARDIM BOTÂNICO Relatório impresso na Typ. de G. Leuzinger & Filhos, 28p., brochura, apresentado em 18 de janeiro de 1893 ao Sr. Ministro da Industria, Viação e Obras Publica.

Carta manuscrita de J. Barbosa Rodrigues em papel timbrado do Gabinete do Diretor do Jardim Botânico, informando receber volumes de compendio de botanica, galhos de planta e remetera os volumes II e III das Plantas Novas, 07 de dezembro de 1893.

Muito bem conservados

 

Aleia Barbosa Rodrigues, seu nome é uma homenagem ao naturalista brasileiro João Barbosa Rodrigues, diretor da instituição entre 1890 e 1909. Aléia principal do jardim, constitui-se no seu cartão de visitas, ladeada por imponentes palmeiras-imperiais.

João Barbosa Rodrigues (São Gonçalo do Sapucaí, 22 de junho de 1842 – Rio de Janeiro, 6 de março de 1909) foi um engenheiro, naturalista e botânico brasileiro.

Hoje quase esquecido, João Barbosa Rodrigues (1842-1909) foi considerado um dos maiores botânicos brasileiros de seu tempo. Ele é conhecido até hoje pelo seu trabalho sobre orquídeas e palmeiras amazônicas. Graças aos seus méritos científicos, foi por quase duas décadas diretor do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, nomeado em 1892 cargo que ocuparia até a sua morte, em 1909.

Durante sua longa gestão, ele se empenhou em elaborar um projeto integral para o Jardim Botânico, contemplando o arboreto, estufas e viveiros, laboratórios, biblioteca, herbário, escola de Botânica, e um museu botânico. Dada a importância de expedições de campo para a constituição de coleções representativas da flora brasileira, criou o cargo de naturalista viajante.

Barbosa Rodrigues foi o dirigente de maior prestígio da história da instituição até aquela época. Como diretor do Jardim Botânico, finalmente conseguiu publicar em 1903 sua obra sobre palmeiras, Sertum Palmarum brasiliensis, um clássico da botânica nacional. A obra foi impressa em dois volumes na Bélgica, com as mais modernas técnicas gráficas disponíveis à época. O livro reúne 174 aquarelas e textos do autor com a descrição de 389 espécies de palmeiras (de 42 gêneros) – sendo 166 delas desconhecidas da ciência.

 

O Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues (MBot) é um museu público estadual, vinculado ao Instituto de Botânica de São Paulo, que serve como equipamento didático-expositivo. Está localizado no Jardim Botânico de São Paulo, no distrito paulistano do Cursino. Inicialmente idealizado pelo botânico brasileiro Frederico Carlos Hoehne(naturalista que havia fundado o Jardim Botânico de São Paulo), o museu foi inaugurado durante o ano de 1942, em virtude do na época centenário de nascimento de outro botânico, o João Barbosa Rodrigues. O objetivo do museu era de complementar as atividades educativas do Jardim Botânico e incentivar o interesse pela pesquisa em botânica básica e aplicada. Seu acervo, que é dedicado especialmente à flora brasileira, é constituído por exsicatas, exemplares raros de madeiras, amostras de frutos, sementes e essências vegetais de importância econômica etc

 

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Barbosa_Rodrigues

Produtos recomendados

Documento SECÇÃO DO CONTENCIOSO do Tesouro Provincial de São Paulo em 06 de Fevereiro de 1889

Documento SECÇÃO DO CONTENCIOSO do Tesouro Provincial de São Paulo em 06 de Fevereiro de 1889

por R$ 150,00
ou 6x de R$ 25,00 sem juros
ou R$ 135,00 por depósito bancário
Apólice Câmara Municipal de Uberaba de 1923

Apólice Câmara Municipal de Uberaba de 1923

por R$ 40,00
ou 4x de R$ 10,00 sem juros
ou R$ 36,00 por depósito bancário
Recibo da Câmara Municipal do Conselho de POVOA DE LENHOSO, Portugal Datado 1899

Recibo da Câmara Municipal do Conselho de POVOA DE LENHOSO, Portugal Datado 1899

por R$ 80,00
ou 6x de R$ 13,33 sem juros
ou R$ 72,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura