Clique para ampliar

Compartilhar:

Periódico CORREIO ASSU Editado Pelos Príncipes Imperiais " Primeira Comunhão do Príncipe do Grão Pará" n° 12 Petrópolis, 27 de maio de 1888

Periódico CORREIO ASSU Editado Pelos Príncipes Imperiais " Primeira Comunhão do Príncipe do Grão Pará" ,Petrópolis, 27 de maio de 1888

Anno I, nº 12, 27 de maio de 1888, Rio de Janeiro

Excelente estado

Sobre a primeira comunhão do Príncipe do Grão Pará, o primogênito de Suas Altezas Imperiais D. Pedro Alcantara, Typ. Assu.

Príncipe do Grão-Pará é um título nobiliárquico brasileiro, pertencente apenas a membros da família imperial do Brasil, criado durante o Primeiro Reinado do Império do Brasil, e concedido oficialmente somente três vezes ao longo da história. O título fazia referência à então maior província do Império brasileiro, o Grão-Pará. 

Embora tenha começado a ser usado logo a partir da independência do Brasil do reino unido de Portugal, Brasil e Algarves, só foi definido legalmente por meio da constituição imperial brasileira de 1824, a primeira constituição do Brasil, sendo a honraria concedida ao primogênito do então príncipe imperial do Brasil, até que este assumisse o trono ou falecesse. Essa norma constitucional explica porque tão raras vezes o título foi utilizado, além de ter havido exceções a esta norma.

Pedro de Alcântara Luís Filipe Maria Gastão Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança (Petrópolis, 15 de outubro de 1875 – Petrópolis, 29 de janeiro de 1940), príncipe do Grão-Pará (1875–1891), príncipe Imperial do Brasil (1891–1908) e príncipe de Orléans e Bragança, era o filho primogênito da última princesa imperial do Brasil, Isabel Leopoldina de Bragança e Bourbon e do príncipe imperial consorte, Gastão de Orléans, Conde d'Eu.

Consta que a dificuldade de Isabel em conseguir engravidar a levou a Caxambu, na província de Minas Gerais, onde submeteu-se a um tratamento com as águas minerais daquela cidade. Em contato com religiosos, a princesa imperial fez a promessa de levantar um santuário no local caso conseguisse conceber um filho. Foi o que aconteceu, e até hoje existe na cidade a Igreja de Santa Isabel da Hungria, erguida por esta razão.

Produtos recomendados

Livro O NOVO URETHROTOMO DO SR. PROF. O. BULHÕES Replica pelo DR. HENRIQUE MONAT Rio de Janeiro 1896

Livro O NOVO URETHROTOMO DO SR. PROF. O. BULHÕES Replica pelo DR. HENRIQUE MONAT Rio de Janeiro 1896

por R$ 150,00
ou 3x de R$ 50,00 sem juros
ou R$ 135,00 por depósito bancário
Fotografia CARTE DE VISITE Estúdio M.ME VE HERMANN, Final do Século XIX

Fotografia CARTE DE VISITE Estúdio M.ME VE HERMANN, Final do Século XIX

por R$ 60,00
ou 3x de R$ 20,00 sem juros
ou R$ 54,00 por depósito bancário
TERMO DE RESPONSABILIDADE Para Embarcação de Mercadorias   Emitido em  19 de Novembro de 1900

TERMO DE RESPONSABILIDADE Para Embarcação de Mercadorias Emitido em 19 de Novembro de 1900

por R$ 250,00
ou 3x de R$ 83,33 sem juros
ou R$ 225,00 por depósito bancário
Jarro de Grés do Gin BLANKENHEYM & NOLET Holanda Final do Séc. XIX

Jarro de Grés do Gin BLANKENHEYM & NOLET Holanda Final do Séc. XIX

por R$ 450,00
ou 3x de R$ 150,00 sem juros
ou R$ 405,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura