Clique para ampliar

Compartilhar:

SELEÇÃO BRASILEIRA Camisa de Torcedor Brasil Na COPA DO MUNDO do México em 1986

SELEÇÃO BRASILEIRA Camisa de Torcedor Brasil Na COPA DO MUNDO do México em 1986

Tamanho G

Excelente Estado 

A Copa do Mundo de 1986 entrou para a história com duas cenas tão emblemáticas quanto geniais. Foi provavelmente a melhor Copa de um atleta só – é inquestionável que Diego Armando Maradona carregou a seleção argentina nas costas. A Copa ficou marcada para sempre pelo gol antológico do "Pibe de Oro", em arrancada do meio-campo, e pela famosa "mão de deus", que driblou até a arbitragem, e deu a vitória contra a Inglaterra.

BRASIL, HINOS TROCADOS

No dia 1º de julho, Brasil e Espanha se perfilaram no gramado do Estádio Jalisco, em Guadalajara, para a execução dos hinos nacionais na estreia de ambos os países naquela edição do torneio. Os europeus não tiveram problemas, mas houve uma situação constrangedora ao ser reproduzida a melodia sul-americana.

O que saiu errado? A organização se equivocou na seleção das músicas e tocou o Hino à Bandeira. É claro que os atletas ficaram insatisfeitos com o ocorrido. Alguns inclusive acenaram negativamente com a cabeça, caso de Sócrates. O estádio vaiou a gafe, e os jogadores “boicotaram” a cerimônia e foram posar para a foto.

OUTRAS CURIOSIDADES ENVOLVENDO O BRASIL NA COPA

Em 1986, o Brasil voltou para casa sem ter perdido um jogo sequer pela segunda vez na história. Em 1978, na Argentina, o escrete canarinho obteve o polêmico terceiro lugar após 4 vitórias e 3 empates. Já no México, foi eliminado nas quartas de final para a França, nos pênaltis, com 4 vitórias e 1 empate.

Pela segunda vez consecutiva, a seleção nacional foi premiada com o Troféu Fair Play, oferecido pela FIFA à equipe mais disciplinada do torneio. O prêmio começou a ser distribuído na Copa de 1970, e o Brasil é o recordista com 4 distinções (1994 e 2006, dividido com a Espanha).

O paulista Romualdo Arppi Filho foi o segundo brasileiro a apitar uma final de Copa (Argentina 3-2 Alemanha), antecedido pelo carioca Arnaldo Cézar Coelho, que arbitrou a vitória da Itália sobre a Alemanha (3-1), em 1982.

Antes de 1998 e 2006, o Brasil já havia enfrentado um Zidane: Djamel, que não tem parentesco com Zinedine. O jogo ocorreu no Estádio Jalisco, pela segunda rodada da fase de grupos, em 6 de junho. Djamel Zidane substituiu Lakhdar Belloumi no segundo tempo, após Careca marcar o único gol do encontro.

O Brasil encarou a França no dia 21 de junho, data que marca a conquista do tricampeonato mundial pela seleção canarinho e o aniversário de Michel Platini, que completava 31 anos. Ele perdeu sua cobrança na disputa por pênaltis, mas ainda assim comemorou a classificação para a semifinal.

https://alambrado.net/veja-10-curiosidades-sobre-copa-de-1986/

 

 

Produtos recomendados

Compacto FLU, O DONO DO FUTEBOL 1969 Detentor Da Taça Olímpica, Original de 1969

Compacto FLU, O DONO DO FUTEBOL 1969 Detentor Da Taça Olímpica, Original de 1969

por R$ 40,00
ou 3x de R$ 13,33 sem juros
ou R$ 36,00 por depósito bancário
Boneca de Massa da Fábrica de Brinquedos SAGO Minas Gerais Anos 1940

Boneca de Massa da Fábrica de Brinquedos SAGO Minas Gerais Anos 1940

por R$ 400,00
ou 3x de R$ 133,33 sem juros
ou R$ 360,00 por depósito bancário
Cartaz de Cinema MONSTROS DO FUNDO DO MAR Humanoids From The Deep, Original de 1980

Cartaz de Cinema MONSTROS DO FUNDO DO MAR Humanoids From The Deep, Original de 1980

por R$ 350,00
ou 3x de R$ 116,67 sem juros
ou R$ 315,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura