Clique para ampliar

Compartilhar:

GABINETE DE ABAETÉ Ofício Assinado por Antônio Paulino Limpo de Abreu VISCONDE DE ABAETÉ Presidente do Conselho de Ministros, Datado de 20 de Julho de 1859

GABINETE DE ABAETÉ Ofício do Ministério dos Negócios da Marinha Assinado por

Antônio Paulino Limpo de Abreu VISCONDE DE ABAETÉ Presidente do Conselho de Ministros

Datado de 20 de Julho de 1859

Medindo 33x22cm

Excelente estado

 

Gabinete do Império do Brasil foi o conjunto dos Ministros de Estado durante o Segundo Reinado do Império do Brasil. Era composto pelo Presidente do Conselho de Ministros, referido pela imprensa como "Presidente do Gabinete" ou "Chefe do Gabinete", e os demais Secretários de Estado.

O Gabinete Abaeté foi o ministério formado pelo Partido Conservador em 12 de dezembro de 1858 e dissolvido em 10 de agosto de 1859. Foi chefiado por Antônio Paulino Limpo de Abreu, Visconde de Abaeté, sendo o 10º gabinete do Império do Brasil, durando 241 dias. Foi antecedido pelo Gabinete Olinda (1857) e sucedido pelo Gabinete Ferraz.

O gabinete foi composto da seguinte forma:

Presidente do Conselho de Ministros: Antônio Paulino Limpo de Abreu, Visconde De Abaeté.
Ministro dos Negócios do Império: Sérgio Teixeira de Macedo.
Ministro da Justiça: José Tomás Nabuco de Araújo; substituído a 21 de março de 1859 por Manuel Vieira Tosta.
Ministro dos Estrangeiros: José Maria da Silva Paranhos.
Ministro da Fazenda: Francisco de Sales Torres Homem.
Ministro da Marinha: José Maria da Silva Paranhos, interino; substituído a 12 de fevereiro de 1859 por Manuel Felizardo de Sousa e Melo.
Ministro da Guerra: Antônio Paulino Limpo de Abreu.

Antônio Paulino Limpo de Abreu, Visconde de Abaeté (Lisboa, 22 de setembro de 1798 — Rio de Janeiro, 14 de setembro de 1883), foi um magistrado, diplomata e político luso-brasileiro.

Pai de Antônio Paulino Limpo de Abreu. Formado em direito na Universidade de Coimbra em 1820, foi juiz de fora em São João del-Rei, ouvidor da comarca, desembargador, vereador, deputado geral, presidente da província de Minas Gerais (1833), ministro e presidente do Conselho de Ministros.

Foi senador do Império do Brasil de 1847 a 1883, a qual presidiu entre 1861 a 1873.Como diplomata executou várias missões em Montevidéu e na Confederação Argentina.

Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura