Clique para ampliar

Compartilhar:

MEMORABILIAS do Jogador JOEL do Flamengo e Campeão Mundial com a Seleção Brasileira na Copa de 1958

MEMORABILIAS do Jogador JOEL do Flamengo e Campeão Mundial com a Seleção Brasileira na Copa de 1958

 

Somente Itens Originais

1 Cartão de Feliz Ano Novo enviado pelo amigo Djama em 29 de Dezembro de 1954

2 Convite da Agremiação Peruana de Futebolistas de Maio de 1957

3 Cartão de Ano Novo em Formato de Cheque enviado pelo Flamengo 29 de Dezembro de 1954

4 Carta da Sociedade Amigos da Cidade de Santos, Parabelizando os Campeões do Mundo em 1958

5 Cartão postal Joel Antonio Martins, ponta direita, jogador do Clube de Regatas do Flamengo

6 Revista Esporte Ilustrado, na capa JOEL e HERMES do Flamengo, Edição Completa n°712, 29.11.51

7 Revista Esporte Ilustrado, na capa JOEL e JOEL do Flamengo e do Fluminense Edição Completa n°667, 24.11.51

 

JOEL

E pensar que um dia, levado pelo irmão João, Joel quase iniciou a carreira no Vasco. Não o fez por um motivo torpe: ao tentar um gol de letra durante o teste em São Januário, teria humilhado ninguém menos que o goleiro Barbosa. Nunca mais retornou ao clube da Colina. O jovem poderia ter desistido de tudo após o decepcionante desfecho com o Vasco. Mas não. Quis seguir adiante. Sabia que algo bom o destino lhe reservara.

Em 1951, ainda juvenil, Joel começou a mostrar o seu valor.  O Botafogo, clube onde iniciou a carreira em 1948, e o Flamengo travaram uma belicosa batalha pelo passe do rapaz.O passe do ponta-direita acabou comprado por Alberto Borgerth, então presidente do rubro-negro, que pagou 100 mil cruzeiros, uma quantia elevada e comparada a um carro de luxo. Carlito Rocha, que presidia o Botafogo, enfureceu-se com o assédio e levou o caso às raias da justiça. Em vão, porém.

Ponta na melhor das definições, Joel sabia driblar e cruzar com perfeição, além de ser bastante veloz. Aliando estas características, ajudou o Mengão a ser tricampeão do Rio de Janeiro, em 1953,54 e 55. Ao lado de Rubens, Índio, Evaristo de Macedo e Zagallo formou um dos melhores ataques da história do time rubro-negro. Logo foi convocado para a seleção brasileira.

Joel e Garrincha foram convocados para a Copa do Mundo de 1958, na Suécia.  Era o titular até o técnico Vicente Feola barrá-lo e em seu lugar escalar Garrincha. Com a camisa da seleção, Joel atuou em 15 partidas. Foram 10 vitórias, três empates e quatro gols.

Joel também defendeu o Valencia, da Espanha, entre 1958 e 1961, ano em que voltou para o Flamengo. Pelo clube da Gávea, disputou 404 jogos, venceu 244, empatou 74 e marcou 115 gols.

 

 

Títulos

Botafogo
Campeonato Carioca: 1948

Flamengo
Torneio Início: 1951,1952
Copa Elfsborg: 1951
Troféu Cidade de Arequipa: 1952
Torneio Internacional de Lima: 1952
Troféu Juan Domingo Perón: 1953
Torneio Quadrangular de Curitiba: 1953
Campeonato Carioca: 1953,1954, 1955, 1961
Torneio Triangular do Rio de Janeiro: 1954
Torneio Internacional do Rio de Janeiro: 1954
Torneio Internacional Gilberto Cardoso: 1955
Campeonato Carioca Aspirantes: 1955,1956
Taça dos Campeões Estaduais: 1956
Troféu Embaixador Oswaldo Aranha: 1956
Taça Brasilia: 1957
Torneio Internacional do Morumbi: 1957
Troféu Ponto Frio: 1957
Troféu Almana Idrotts Klubben: 1957
Torneio Qradrangular de Israel: 1958
Troféu Sporting Club de Portugal: 1958
Torneio Rio-São Paulo: 1961
Troféu Magalhães Pinto: 1961
Torneio Octogonal da Argentina: 1961
Torneio Internacional de Verão do Uruguai: 1961
Torneio Internacional da Tunisia: 1962

Seleção Brasileira
Copa do Mundo FIFA de 1958

Vitoria
Campeonato Baiano de Futebol de 1964

http://www.museudapelada.com/resenha/joel-o-melhor-ponta-direita-da-historia-do-mengao

 

 

 

 

 

 

Produtos recomendados

Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura