Clique para ampliar

Compartilhar:

COPA DE 1962 Jornal El Mercurio BRASIL RETUVO TÍTULO DE CAMPEÓN MUNDIAL, Santiago, Junho de 1962

COPA DE 1962 Jornal El Mercurio BRASIL RETUVO TÍTULO DE CAMPEÓN MUNDIAL, Santiago, 18 de Junio de 1962

Manchete sobre o BICAMPEONATO MUNDIAL DA SELEÇÃO BRASILEIRA EM 1962.

Jornal NO ESTADO; apresenta manchas e pontos de oxidação em função do tempo; o jornal está dobrado ao meio.

Tamanho (aberto): 62 x 40 cm. 26 pp. Texto em espanhol.

 

 

Quatro anos depois de conquistar a Copa do Mundo pela primeira vez, o Brasil viajou até o Chile para defender o título. Em busca do bi, a Seleção apostava na dupla formada por Garrincha e Pelé para se igualar a Uruguai e Itália como os maiores campeões mundiais.

A Seleção abriu a competição com uma vitória tranquila por 2 a 0 sobre o México, com gols de Pelé e Zagallo. Mas a campanha de Pelé na Copa do Mundo foi encurtada graças a um infortúnio. No empate por 0 a 0 com a Tchecoslováquia, o Rei sentiu uma lesão muscular e teve de ser substituído. A distensão no adutor da coxa esquerda, aos 27 minutos do primeiro tempo, pôs um ponto final na participação de Pelé no Mundial do Chile.

O Rei foi substituído na equipe por Amarildo, que não deixou o nível da Seleção cair e foi uma peça importante na conquista do bicampeonato. Com três gols marcados, o "Posesso", como era conhecido, foi o vice-artilheiro da Seleção e da Copa do Mundo. No time brasileiro, ficou atrás apenas de Garrincha e Vavá, que marcaram quatro vezes durante a competição.

Apesar da ausência de Pelé, a Seleção ainda podia contar com o talento de Mané Garrincha, além de Nilton Santos, Zagallo, Didi e tantos outros. Sem Pelé, o Anjo das Pernas Tortas entrou em ação, assumiu o protagonismo e liderou o Brasil ao título. Foram quatro gols, dribles insinuantes e atuações de tirar o chapéu.

Nas quartas, contra a Inglaterra, o Mané foi "jurado" pelo lateral Ronald Flowers, que prometeu anular o ponta brasileiro. Resultado? 3 a 1 para o Brasil, com dois gols de Garrincha. Na semi, contra o Chile, os donos da casa, Garrincha foi mais uma vez decisivo e marcou os dois primeiros gols do Brasil no triunfo por 4 a 2. No fim do jogo, Garrincha ainda foi expulso, mas em julgamento posterior, o atacante teve o cartão anulado e pôde entrar em campo na final.

Na decisão, Garrincha fez um esforço físico para poder atuar. Com 38 graus de febre, o Mané foi titular e, mesmo assim, fez a diferença para o Brasil. Afinal, aonde quer que ele fosse, a defesa da Tchecoslováquia precisava levar dois marcadores. Ao fim, o Brasil venceu por 3 a 1, com gols de Amarildo, Zito e Vavá, e garantiu a segunda conquista de Copa do Mundo da história da Seleção Brasileira e da carreira de Pelé.

 

https://www.cbf.com.br/selecao-brasileira/noticias/index/pele-80-anos-a-lesao-na-copa-do-mundo-de-1962-abencoada-por-garrincha

Produtos recomendados

CLUB ATHLETICO PARANAENSE Camisa Da Categoria de Base, Marca FEDATO SPORTS Ano 1978

CLUB ATHLETICO PARANAENSE Camisa Da Categoria de Base, Marca FEDATO SPORTS Ano 1978

por R$ 1.600,00
ou 3x de R$ 533,33 sem juros
ou R$ 1.440,00 por depósito bancário
Livro Anatômico EL HOMBRE Representacion Grafica de su Estructura, Dr Rafael Del Valle, Espanha, 1902

Livro Anatômico EL HOMBRE Representacion Grafica de su Estructura, Dr Rafael Del Valle, Espanha, 1902

por R$ 850,00
ou 3x de R$ 283,33 sem juros
ou R$ 765,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura