Carmen Prudente

Carmen Annes Dias Prudente foi uma das criadoras da Rede Feminina de Combate ao Câncer, em 1946. Junto com o marido, o médico Antonio Prudente, fundou em 1953 o Hospital do Câncer. Com a morte do esposo, em 1965, assumiu a direção do hospital e dedicou-se pessoalmente aos pacientes, que visitava diariamente enquanto esteve no comando da instituição. Em 1980, na Itália, recebeu o Prêmio Saint-Vincent, de a “Mulher do Ano” por unanimidade.

Carmen Prudente faleceu dia 3 de junho de 2001 , de infecção pulmonar, aos 89 anos, no Rio de Janeiro.

(Fonte: Veja, 13 de junho, 2001 – ANO 34 – N° 23 – Edição n° 1704 – DATAS – Pág; 132)

Carmen Prudente

Uma guerreira na luta contra o câncer

A história de Carmen Annes Dias Prudente sempre foi ligada à luta contra o câncer. Gaúcha, radicada em São Paulo desde 1938, Carmen assumiu a direção do Hospital do Câncer, em São Paulo, em 1965, com a morte do marido, o médico Antonio Prudente, fundador da obra. Maior centro de tratamento da doença no Brasil, o Hospital do Câncer teve em Carmen – atualmente afastada das atividades da instituição – um símbolo vivo do combate à doença. Sem disposição para freqüentar chás beneficentes, ela preferiu arregaçar as mangas e, junto com seu exército de voluntárias, dedicar-se aos doentes dos hospitais, que visitava diariamente. Carmen era capaz de rolar no chão com as crianças internadas e, algumas horas depois, bater na porta de empresários para pedir donativos para o hospital. Montou a Rede Feminina, que começou com um pequeno círculo de amigas, e depois se transformou numa instituição que arrecada desde roupas de cama e banho para o uso dos pacientes até gêneros alimentícios e dinheiro. O primeiro prédio do Hospital do Câncer foi levantado com fundos arrecadados pela rede.

(Fonte: http://www.terra.com.br/istoegente/100mulheres/ciencias)