Clique para ampliar

Compartilhar:

2003 - Jornal SANTA BARBARA NEWS- PRESS - WE GOT HIM ( Nós O Pegamos ) Califórnia, 15 de Dezembro de 2003

2003 -  Jornal SANTA BARBARA NEWS- PRESS - WE GOT HIM ( Nós O Pegamos ) Califórnia, 15 de Dezembro

Jornal Completo

Saddam Hussein Abd al-Majid al-Tikriti foi um político e estadista iraquiano, que serviu como presidente do Iraque de 16 de julho de 1979 a 9 de abril de 2003, e também acumulou o cargo de primeiro-ministro nos períodos de 1979 até 1991 e 1994 até 2003.

CAPTURA E PRISÃO

O paradeiro de Saddam foi desconhecido durante vários meses até que, em 4 de abril de 2003, a televisão iraquiana mostrou o ex-ditador, cercado de aliados seus, passeando pelas ruas da cidade. Em 8 de abril, um dia antes de as forças americanas atingirem o coração de Bagdá, um bombardeiro B-1 lançou quatro bombas de perfuração de bunkers contra um edifício da capital iraquiana, onde se acreditava que Saddam Hussein estivesse reunido com outros hierarcas do regime com o deliberado objetivo de assassiná-lo.

Mas ele conseguiu desaparecer depois que as forças da coalizão invadiram Bagdá, em 9 de abril. Escondido, continuou tentando motivar seus antigos combatentes, que se mostraram mais frágeis do que se imaginava e não resistiram ao poderio militar dos Estados Unidos — nem tampouco usaram as supostas armas químicas que motivaram o ataque.

Em 13 de dezembro de 2003, Saddam Hussein foi localizado, militando na resistência à ocupação, e preso num porão de uma fazenda da cidade de Adwar, próxima a Ticrite, sua cidade natal, numa operação conjunta entre tropas estado-unidenses e rebeldes curdos. As tropas encontraram o ex-presidente escondido num pequeno buraco subterrâneo camuflado com terra e tijolos. Embora estivesse armado com uma pistola e dois fuzis AK-47, rendeu-se pacificamente após uma suposta patética negociação onde pretendia subornar seus captores com a soma de US$ 750 000 que guardava numa maleta. "Sou o presidente do Iraque e quero negociar", teria proposto, em inglês. Segundo a coligação militar, foi um membro de uma família próxima a Saddam quem o delatou. Um jornal jordano publicou uma versão alternativa da prisão. Saddam teria sido drogado por um parente, que lhe servia de guarda-costas, e vendido aos americanos, em troca da recompensa milionária que era oferecida. A filha Raghad, exilada na Jordânia, diz que com certeza seu pai foi drogado, de outra forma teria lutado como "um leão". Paul Bremer e Tony Blair confirmaram esta notícia.

Saddam, que não apresentou resistência alguma, estava sujo e desorientado quando foi capturado. Posteriormente, foi submetido a um exaustivo reconhecimento médico e a um teste de DNA, que confirmou sua identidade. Entre as primeiras imagens transmitidas, algumas mostravam Hussein sendo examinado por um médico militar americano, assim como outras mostravam o local de sua captura. Tais imagens causaram variadas reações pelo mundo, desde aqueles que - tais como grande parte da população americana e até iraquiana — as justificaram por motivos políticos, sociais e militares, até os que (baseando-se em interpretações do direito internacional) argumentaram que as imagens representavam uma violação intolerável à Convenção de Genebra acerca do tratamento a prisioneiros de guerra capturados.

Em 1 de janeiro de 2004, o Pentágono o reconheceu como "prisioneiro de guerra", e, em 30 de junho, transferiu sua custódia judicial ao novo Governo provisório iraquiano.

Durante 24 meses, Saddam permaneceu sob custódia das forças norte-americanas, à espera de ser julgado por um Tribunal Especial iraquiano patrocinado pelos Estados Unidos, que em 19 de outubro de 2005 iniciou o processo contra o ex-ditador e o condenou à morte na forca em 5 de novembro de 2006.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Saddam_Hussein#Captura_e_pris%C3%A3o

 

 

Produtos recomendados

Jornal Francês L'ILLUSTRATION Número Dedicado a G. CLEMENCEAU (1841-1929)

Jornal Francês L'ILLUSTRATION Número Dedicado a G. CLEMENCEAU (1841-1929)

por R$ 250,00
ou 6x de R$ 41,67 sem juros
ou R$ 225,00 por depósito bancário
COPA DE 1958 Jornal A Hora BRASIL CAMPEÃO DO MUNDO Porto Alegre,  Edição de 29 de Junho de 1958

COPA DE 1958 Jornal A Hora BRASIL CAMPEÃO DO MUNDO Porto Alegre, Edição de 29 de Junho de 1958

por R$ 480,00
ou 6x de R$ 80,00 sem juros
ou R$ 432,00 por depósito bancário
COPA DE 1962 Jornal El Mercurio CAMPEÓN MUNDIAL GANÓ 4x2 A CHILE  , Santiago, 13 de Junho de 1962

COPA DE 1962 Jornal El Mercurio CAMPEÓN MUNDIAL GANÓ 4x2 A CHILE , Santiago, 13 de Junho de 1962

por R$ 800,00
ou 6x de R$ 133,33 sem juros
ou R$ 720,00 por depósito bancário
Sobre nós

Somos a Casa do Velho e desde 2014 buscamos oferecer para amigos e clientes, objetos antigos, colecionáveis e decorativos, buscando sempre itens singulares e excêntricos para sua casa, coleção ou cenário.

Pague com
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura