Clique para ampliar

Compartilhar:

Taxidermia Profissional TATU Original, Mestre Mário Lotufo, Campinas SP, Anos 1970

 

Taxidermia Profissional TATU Original, Mestre Mário Lotufo, Campinas SP, Anos 1970

Medindo 55x20x18cm

Tatu ou armadilho é uma denominação comum a mamíferos pertencentes à ordem Cingulata e família Dasypodidae. Caracteriza-se pela armadura que cobre o corpo. Nativos do continente americano, os tatus habitam as savanas, cerrados, matas ciliares e florestas molhadas.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tatu

Trabalho do Taxidermista Mário Lotufo Colaborador do Museu de História Natural de Campinas.

O Museu de História Natural foi criado em 1938, pelo prefeito João Alves dos Santos, tendo como idealizador o taxidermista Max Wünsche que, além de constituir um acervorepresentativo da fauna brasileira, montou um setor de taxidermia, para conservação e ampliação do acervo. O Museu foi aberto à visitação pública em 1939.

Outro grande colaborador foi o Sr. Mário Lotufo, taxidermista que criou nichos com cenas representativas do habitat desses animais na vida selvagem.

Em 1987, o Museu de História Natural passou por uma grande reformulação, com o apoio técnico do Departamento de Zoologia da Unicamp, a fim de modernizar a expografia do espaço.

TAXIDERMIA

Do ponto de vista técnico, qualquer animal, doméstico ou silvestre poderá ser taxidermizado. Mas, do ponto de vista legal, existem alguns critérios que necessariamente terão de ser respeitados. 

No caso de animais domésticos, a taxidermia poderá ser realizada normalmente, devendo apenas o taxidermista, agir com profissionalismo e respeito aos animais. 

Já no caso de animais silvetres, a taxidermia poderá ser realizada apenas naqueles encontrados mortos, naturalmente ou por acidentes. Quando isso acontecer, a pessoa interessada deverá solicitar a presença de autoridades competentes, no local onde o animal tiver sido encontrado (Fiscais do IBAMA, polícia florestal). 

Esse procedimento é necessário para que, mediante perícia, seja certificada a causa da morte do animal e, posteriormente estudada a possibilidade de o mesmo ser taxidermizado, após a liberaçao legal. 

Já animais silvestres, originados de cativeiros credenciados pelo IBAMA (Fazendas de Caça), também poderão ser taxidermizados. Nesses casos, torna-se muito mais fácil obter o certificado de depositório de um determinado animal.

* A presente dica é parte integrante do curso Taxidermia - Empalhamento de Aves e Mamíferos, desenvolvido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas.

Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura
Siteseal