Clique para ampliar

Compartilhar:

Radio Fonógrafo ELETROLA ABC Rádio e Televisão S.A. Modelo Isabela V Anos 1950

Radio Fonógrafo ABC Rádio e Televisão S.A.

Modelo Isabela V

São Paulo Rua Cardeal Arcoverde, 2958

Anos 1950

Medindo 95x69x37,5cm

Funcionando Rádio e toca discos 

Desgaste na madeira

ELETROLA Tipo de aparelho de som para tocar discos de baquelite ou vinil. Consiste de uma caixa que acomoda o prato circular, que gira no sentido horário e que é acionado por energia elétrica (daí o nome ELETRola).

Este aparelho sucedeu a vitrola e foi o antecessor do toca-discos (LPs). No centro da caixa há um pino central onde se encaixa o disco. Para se ouvir o disco, desde o início, a agulha é colocada na borda externa do disco. Os MÓVEIS ELETROLA combinam a eletrola e rádio e foram muito comuns nos anos 40 e 50.

 

ABC Rádio e Televisão S.A. e ABC Rádio e Televisão do Nordeste S.A.

A marca ABC Rádio e Televisão S.A., surgiu aproximadamente em 1950 na cidade de São Paulo, na Rua Cardeal Arcoverde, 2958 a principio fabricava rádios e radiolas, as radiolas eram uma especie de gabinete de madeira geralmente de grandes dimensões que possuia um aparelho de rádio junto com um aparelho de vitrola, que dependendo da marca apesar de serem juntas no mesmo gabinete tinham seus componentes mecânicos independentes um do outro.

Em 1959 o então presidente Juscelino Kubitschek, a fim de garantir investimentos para a região norte e nordeste criou a Sudene, que diretamente já fazia parte do seu plano de governo para nacionalização dos produtos feitos no Brasil. Vendo a nova oportunidade de expandir seus negócios e alem disso explorar os novos mercados que surgiam na região nordeste, era criada a fábrica da ABC Rádio e Televisão do Nordeste S.A. na cidade de Recife (PE).

Esta estratégia fez da ABC a maior fabricante de rádios e radiolas do Brasil em 1960. O ínicio da década de 1960 foi bastante positivo para a marca que passou a ter um programa na Rede Record de São Paulo que chamava-se ABC "A voz de ouro" , esta frase passou a ser um slogan que acompanhou os comerciais da marca e até mesmo seus aparelhos, também neste período a ABC passou a fabricar aparelhos de televisão e no final da década seus produtos passaram a ser chamados de Canario ou Canarinho.

Mas apesar desse bom ínicio de década os anos que se seguiram foram muito ruins para a ABC, a empresa começou a passar dificudades financeiras com as suas duas filiais São Paulo e Recife, alem disso com o surgimento de novas marcas a empresa começou cada vez mais perder mercado, até que aproximadamente no ínicio da década de 1970 acabou decretando falência. Os galpões da ABC continuam nos mesmos locais, mas já não tem nada a ver com fábrica de Rádios, Radiolas e Televisores, o galpão que fica na Rua Cardeal Arcoverde, 2958 em São Paulo que era chamada de ABC Rádio e Televisão S.A., hoje é chamado de Centro Cultural Elenko KVA sendo uma mistura de Teatro com casa noturna. Enquanto a fábrica de Recife tornou-se uma gráfica desde 1998 com o nome de Editora Construir.

 

Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura