Clique para ampliar

Compartilhar:

Periódico CORREIO IMPERIAL Editado Pelos Príncipes Imperiais " ABOLIÇÃO PETROPOLITANA Espetáculo Festejando Libertação Dos Escravos de Petrópolis no Domingo de Páscoa", Petrópolis, 12 de Abril de 1888

Periódico CORREIO IMPERIAL Editado Pelos Príncipes Imperiais

"Espectaluco Festejando Libertação Dos Escravos de Petrópolis no Domingo de Páscoa" 1° de Abril de 1888

Edição n°19, Anno II de 12 de Abril de 1888

Rio de Janeiro, sobre Espectaculo a Festejar a Libertação dos Escravos em Petrópolis e Poemo á Princeza Imperial , Typ. Imperial.

Excelente estado

ABOLIÇÃO PETROPOLITANA

O Mercantil de oito de junho de 1887, assinala que durante uma festa de cunho abolicionista, realizada no dia 07 no Palácio Itamarati, no Alto da Boa Vista, para solenizar o restabelecimento da saúde do Imperador. D. Pedro II, participaram membros de uma comissão organizada na cidade de Petrópolis, e que para comemorar tal:

“... nada seria mais agradável ao coração de Vossa Majestade do que promover-se a libertação de escravos, a Comissão vem hoje apresentar a Vossa Majestade, sessenta e duas cartas de Liberdade como uma pequena prova do muito amor e respeito que consagra à pessoa de vossa Majestade...”.

Praticamente é o início da configuração abolicionista na terra que o Imperador tanto rendia sua presença.

Cerca de dez meses mais tarde, quando o Imperador se encontrava em viagens pela Europa, a Princesa Isabel ocupava como regente o trono do Império. Este fato contribuiu mais ainda para que o processo abolicionista que se arrastava por décadas tivesse seu término.

Assim sendo, em primeiro de abril de 1888, portanto a quarenta e dois dias da assinatura da Lei Áurea, da abolição geral, Petrópolis, em um domingo de festas:

“... as duas horas da tarde no Pavilhão Hortícola (Palácio de Cristal), tem uma promoção dos Augustos Príncipes. A Princesa Imperial Regente, junto ao Conde D’Eu, seus filhos, o presidente do conselho e distintos membros do Ministério e de delegações estrangeiras, além da Imprensa em geral promulga a libertação dos escravos em Petrópolis. O ato se inicia com o orador, Dr. José da Silva Costa, findo o qual, desfilaram os cativos matriculados existentes em Petrópolis e alguns de outros municípios. Sua Alteza graciosamente distribui as 120 cartas de liberdade que eram trazidas uma a uma pelos jovens príncipes, D. Pedro e D. Luiz. Finda a emocionante cerimônia lavrou-se o ato da solenidade, e as 16h30min, entre alegres vivas, termina a festa. (21)”

http://www.ihp.org.br/26072015/lib_ihp/docs/ofsf20111203a.htm

Produtos recomendados

Album de Família com 152 Provas Fotografias Originais de 1934

Album de Família com 152 Provas Fotografias Originais de 1934

por R$ 120,00
ou 3x de R$ 40,00 sem juros
ou R$ 108,00 por depósito bancário
Sacrário de Mesa MÃOS COM PÃO e TRIGO Fabricado em Cobre e Bronze

Sacrário de Mesa MÃOS COM PÃO e TRIGO Fabricado em Cobre e Bronze

por R$ 2.500,00
ou 3x de R$ 833,33 sem juros
ou R$ 2.250,00 por depósito bancário
Poster da Cerveja OLYMPIA BEER de 1909 Reprodução em Vidro Pintado de 1976

Poster da Cerveja OLYMPIA BEER de 1909 Reprodução em Vidro Pintado de 1976

por R$ 150,00
ou 3x de R$ 50,00 sem juros
ou R$ 135,00 por depósito bancário
Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura
Siteseal