Clique para ampliar

Compartilhar:

Memorabilias do COLLEGIO SÃO JOSÉ Tijuca Meados do Século XX

Memorabilias do COLLEGIO SÃO JOSÉ Tijuca Meados do Século XX

Antigo broche e patch de uniforme do Collegio Marista São José, da Tijuca, RJ, meados do século xx.

Broche medindo 3cm de diâmetro, com o lema "pro deo et patria"(para Deus e o país) escrito na frente circundando as insígnias da instituição, e identificação da divisão de ensino "A collegial Rio" no verso. Patch medindo 11cm

Em 1902, o Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Joaquim Arcoverde, o primeiro cardeal do Brasil, determinou que o Seminário Diocesano São José, no bairro do Rio Comprido, passasse a ser administrado pelos Maristas começando um modelo, uma referência na educação brasileira.

A exemplo do que ocorria na França, as famílias brasileiras estavam contentes com o ensino dos Irmão Maristas. Em 1928, surgia na Tijuca o Colégio Externato São José na Rua Barão de Mesquita, nº 164.

Em 1932, foi concluída a construção de outro prédio do Colégio São José, também na Tijuca, na Rua Conde de Bonfim, nº 1067, para receber os estudantes internos. Com o tempo, os dois Colégios passaram a receber estudantes nos turnos da manhã e da tarde, e também deixaram de ser exclusivos para meninos.

Fachada do Colégio Marista São José-Tijuca, da Rua Conde de Bonfim (Internato São José, inaugurado em 1932).

Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura
Siteseal